Mel, uma doce tentação

O mel é um alimento que pode e deve ser consumido todo o ano, mas muito procurado nesta altura em que o frio aperta e os resfriados são uma constante. Quem é que não vai a correr preparar um chá de limão quente com mel quando o pingo do nariz teima em aparecer ou uns arrepios daqueles que são sinal que uma constipação vem a caminho? Ora bem, é a pensar nisso que deixo um apontamento sobre a importância do mel para o equílibrio do nosso organismo, promovendo a nossa saúde e bem estar.

Benefícios do mel


Para começar, o mel é um ótimo substituto do açúcar refinado, tem menos calorias e é mais nutritivo.Pode ser utilizado não só no chá como já referi mas, no leite, bolos, até num assado ou num molho para acompanhamento. Aí, já fica ao critério e gosto de cada um.

O mel de abelha é  rico em vitaminas do complexo B (B1, B2 e B6), vitamina C, ferro, cálcio, sódio, fósforo e potássio. Ainda trás com ele flavenoides e ácidos fenólicos (poderosos anti-oxidantes).


BENEFÍCIOS:

Fortalece o sistema imunitário;

Antissético, antibacteriano e antimicrobiano;

Excelente ação sobre a pele nomeadamente em queimaduras.É um ótimo regenerador da pele;

Ajuda nos problemas respiratórios, como a tosse e dores de garganta;

Ajuda na prevenção de problemas cardiovasculares;

É energético, muito bom para quem pratica atividade fisica promovendo também o aumento de massa muscular;

Ajuda na prevenção do cancro; 

Insónias;

Obstipação 


Apesar dos inúmeros benefícios à nossa saúde não podemos exagerar na dose, especialmente os diabéticos que devem ter especial atenção e/ou orientação do seu médico. 

A composição do mel é muito variável pois depende não só da sua origem floral e da espécie de abelhas que o fabricam como também da zona onde é produzido e processado. 

Há vários no mercado à nossa disposição, escolha já o seu e aventure-se (moderadamente), no mundo doce do mel.

Beijinhos,

Isabel Grilo

.